AH! VIDA

AH! VIDA

 

Desde pequeno se escuta: Não!
Não pode brincar com a comida.
Não pode dormir muito tarde.
E quando se cresce:

Não pode brincar com Deus.
Não pode usar seu nome em vão.
Não pode acreditar em outro deus.
Não! Não pode, não!

Não pode trabalhar no sábado.
Não pode trabalhar no domingo.
Não pode viver no ócio.
Não! Não pode, não!

Não pode cobiçar o que não é seu.
Não pode dormir com o vizinho.
Não pode matar quem lhe faz mal.
Não! Não pode, não!

Não pode andar nu na rua.
Não pode fumar em lugar fechado.
Não pode tomar porre na igreja.
Não! Não pode, não!

Não pode amaldiçoar ninguém.
Não pode detestar a família.
Não pode ter pensamento próprio.
Não! Não pode, não!

Não pode chorar se for homem.
Não pode brincar de cozinha.
Não pode usar cor de rosa.
Não! Não pode, não!

Não pode brincar de carrinho se for mulher.
Não pode usar a cor a azul.
Não pode falar palavrão.
Não! Não pode, não!

Não pode passar ninguém para trás.
Não pode falar: Satanás.
Não se pode viver em paz.
Não! Não pode, não!

Viver é complicado.
Viver é estar na caixa.
Viver é ser dominado.
Viver é atravessar na faixa.
Viver é não questionar.
Viver é levar na bunda.
Viver é se ocultar.
Viver é fugir da cova funda.
Viver é ser obediente,
É ter boa educação,
É ser subserviente,
Viver parece merda então.

Melhor morrer e ser feliz
O céu é bem animado
Mas não pode se matar.
Não! Não pode, não!

Só nos resta uma escolha então
Ligar o foda-se e tudo esquecer.
Poder gritar sem nenhum senão
“Fodam-se todos! Minha lei é o prazer!”

Viver no fim é anarquia
Viver é ser feliz no fim do dia.

Nota: A imagem foi retirada do seguinte endereço: http://dtcom.com.br/site-old/wp-content/uploads/2014/05/Um_sentido_para_a_vida_pc.jpg

Primeira joia da coroa

Primeira joia da coroa

Fuga de amor

Queria apenas zoeira
Algo para me distrair
Era uma tarde fagueira
O sol já ia a dormir
Alcione a voz soltando
Enquanto estava na cama
Meu cérebro maquinando
E no meu peito uma chama
Eu vou sair desta cela
Tomei minha decisão
Pulei rápido a janela
Escapei desta prisão
  Sem ter destino ou lugar
  Então pus-me a procurar

Nota: A imagem foi retirada do seguinte endereço: https://olgapessoa.files.wordpress.com/2011/07/http-_meme-zenfs-com_u_6b83f2dafc32cd416dd4f0da1536f57b7a1b5cec.png

 

 

 

Apolo, um deus que brilha por si

Apolo, um deus que brilha por si

Sol nascendo

Sobre as nuvens vem voando
Com seu carro majestoso.
Tira o escuro tenebroso
Os mortais iluminando.
Espantado co'o fulgor,
Contemplo a efígie de um deus.
Conto então amigos meus:
"Fui flechado pelo Amor!"
Filho de Zeus cativou
Mais um mortal qual Jacinto.
Digo feliz e não minto
Que este dia não findou
 Doce Apolo não me esqueça.
 Que a alegria não pereça!

Nota: A imagem foi retirada do seguinte endereço: https://diretodagaveta.files.wordpress.com/2017/02/8f1f9-apolo_by_rebenke-d4ivxn3.jpg

Odor agradável em vidas suaves

Odor agradável em vidas suaves

O incenso

Rica árvore sangrada
Com seu choro desprezado
Na terceira lancetada
O seu líquen é guardado
Pobre flor é espremida
Até soltar todo aroma
Quando à resina é unida
Está pronta a nossa goma
Enrola-se, corta e mela
Até secar totalmente
E o incenso (coisa bela)
Vai queimar incandescente
 Oferecido ao carvão
 Purifica o coração

 

Nota: A imagem foi retirada do seguinte local http://www.radiovivazen.com.br/blog/wp-content/uploads/2014/10/incensos-sao-uma-otima-pedida-e-bem-zen-1.jpg